garra para fardos

Garras Hidráulicas acopladas em empilhadeiras

Saiba como movimentar caixas e fardos utilizando Garras Hidráulicas acopladas em empilhadeiras

Por Saur Equipamentos

A movimentação de cargas através de empilhadeiras pode ser mais eficiente quando utilizamos equipamentos específicos acoplados nas empilhadeiras. Essa adaptação é feita para tornar as operações logísticas mais seguras, ergonômicas, ágeis e eficientes. Neste artigo, vamos detalhar a operação e incluir dicas de segurança para as movimentações de cargas realizadas através das Garras Hidráulicas para Fardos e Caixas.

O que são as Garras Hidráulicas?

As GARRAS HIDRÁULICAS são equipamentos acoplados em empilhadeiras, manipuladores hidráulicos ou carregadeiras, que tornam as operações mais práticas e ágeis. Essas Garras possuem uma estrutura de braços resistentes, que reduzem os danos nos produtos e proporcionam melhor aproveitamento de espaço sem uso de paletes. 

garra hidráulica de empilhadeira
Garra hidráulica de empilhadeira

As Garras Hidráulicas podem ser aplicadas no manuseio de fardos de algodão, lã, fibras sintéticas, celulose, aparas de papel, feno e bagaço de cana, blocos de sucata, blocos de espuma e ou caixas em geral. Sua característica se resume em abrir e fechar os braços para agarrar as cargas e, opcionalmente, podem incluir deslocamento lateral e giro do corpo, permitindo uma versatilidade maior na movimentação das cargas.

Como funciona a operação destas Garras Hidráulicas?

  • Posicione a Garra de maneira que a parte inferior dela, esteja paralela a base da carga (evite que a Garra encoste no chão para pegar a carga, prevenindo danos à estrutura)
preparando garra hidraulica
  • Quanto à altura, a Garra deve ficar no centro de gravidade da carga e, antes de agarrar a carga, utilize a função do Deslocador Lateral para alinhar o equipamento em relação à carga, evitando manobrar a empilhadeira.
centro de gravidade empilhadeira
  • Após este alinhamento, vá ao encontro da carga até que a mesma encoste no fundo do corpo da Garra; agarre a carga, fechando os braços e, eleve a Garra com a carga. Observe que a carga deve ser elevada uniformemente, até que perca o contato com o palete, o qual ficará no piso.
usando clamp empilhadeira

Ao transportar a carga

  • Após agarrar a mesma, levante-a aproximadamente 30 cm, transportando-a o mais próximo possível do chão. Incline a torre cerca de 3 a 4 graus para trás, em relação a vertical, só a partir desta inclinação a carga está pronta para ser transportada.
elevando caixa com garra hidraulica
  • Sempre alinhe a torre com a vertical.
  • Em caso de empilhamento, pare a empilhadeira próximo a pilha, levante a carga até que a mesma fique em torno de 10 cm acima do topo da pilha e depois, avance contra a pilha para depositar a carga. Abra suavemente os braços e saia de ré. Redobre os cuidados com a carga elevada.
  • Para desempilhar, alinhe a torre com a vertical, levante a Garra, posicionando-a em relação a carga a ser transportada, agarre a carga e depois da carga estar presa na Garra, levante-a e saia de ré com a empilhadeira (apenas o suficiente para conseguir baixar a carga) e poder transitar com a mesma, próxima ao chão.
soltando carga clamp empilhadeira

Ao carregar e descarregar em caminhões:

  • Observe a altura da carga/empilhadeira em relação ao caminhão. 
  • Alinhe a Garra com a carga, agarre a carga, reduza a velocidade ao passar sobre a prancha, para evitar acidentes devido ao escorregamento da carga. Sempre dirija com atenção! 
  • Se necessário transpor canaletas, plataformas niveladoras, ou outros obstáculos redobre a atenção. Faça devagar e com cuidado para evitar que a carga escorregue do equipamento, causando danos à carga ou acidentes graves.
  • Antes de carregar ou descarregar caminhões, verifique: a limpeza e iluminação, o travamento do veículo, a altura livre para entrada, o assoalho quanto a possibilidade de afundamento das rodas da empilhadeira. Se for utilizada prancha, veja se esta adequada para a carga e se está corretamente posicionada.

Quais as operações com a Garra Hidráulica que devem ser evitadas por segurança?

evitar acidente empilhadeira
Garras Hidráulicas acopladas em empilhadeiras 12
  • Não utilize a GARRA HIDRÁULICA para finalidades diversas, as quais não tenham sido previstas pelo fornecedor, incluindo arrastar ou puxar cargas e movimentar corpos cilíndricos.
  • Não transporte a carga com a mesma elevada além do recomendado e não transporte cargas de tamanhos diferentes ou em camadas incompletas.
  • Transporte a carga próximo ao piso, porém a uma distância segura para que não ocorram choques com o mesmo. Somente eleve-a em caso de obstáculos. A carga elevada desloca o centro de gravidade do conjunto, tornando-o instável.
  • Faça uma operação por vez, ou seja, não levante ou abaixe a carga enquanto se desloca e também, não utilize a função de Deslocamento Lateral enquanto se movimenta.
  • Tenha atenção ao dar marcha ré na empilhadeira, efetuando o giro próximo a carga, pois é possível que ocorram choques entre as extremidades dos braços e a carga.
  • No caso da GARRA HIDRÁULICA SAUR com 3 braços (braço central), não efetue a pega da carga somente em um dos lados, fazendo com que o outro lado da Garra fique vazio.
  • Não opere o equipamento com excesso de sujeira (óleo, resíduos de atrito, etc.).
  • A aproximação dos paletes deve ser feita sempre com a carga suspensa, nunca em contato com o solo.
  • Não realize movimentos, acelerações ou paradas bruscas e opere com cuidado, evitando colisões entre o equipamento e obstáculos.
  • Se constatada alguma deformação ou mau funcionamento da Garra, pare imediatamente a operação e verifique a causa.
  • Realize a manutenção do equipamento conforme sugestão de periodicidade do fornecedor, por pessoas qualificadas para tal atividade.
  • Quando em deslocamento com o equipamento vazio mantenha os braços fechados ou o mais próximo possível, a fim de evitar colisões.
como transitar com empilhadeira

Quais os principais itens relativos à segurança da operação e de pessoas?

pessoas e empilhadeiras
  • Não permita que pessoas acompanhem o operador no posto de operação e fique atento ao risco de esmagamento, pois a Garra Hidráulica é um equipamento com movimentos hidráulicos e mecânicos.
  • É expressamente proibido tocar partes do corpo ou quaisquer objetos da Garra, enquanto a mesma estiver em funcionamento ou enquanto o motor da máquina estiver ligado.
  • Nunca use roupas folgadas ou cabelos soltos durante o trabalho e, mantenha-se afastado do equipamento.
  • Pessoas não autorizadas, não devem permanecer no campo operacional do equipamento. Devem ficar afastadas a uma distância segura, conforme especificação de segurança da empresa.
  • Nunca passe debaixo da carga ou equipamento e fique atento a sinalização existente nas áreas de trabalho.
  • Sempre utilize o cinto de segurança e não tente sair da máquina em caso de tombamento.
  • Sempre observe as informações sobre a capacidade de carga e a relação de carga e alcance da empilhadeira, respeitando esses limites.
  • Não transporte cargas instáveis ou danificadas e fique atento aos pisos úmidos e/ou sujos, pois eles aumentam os riscos de acidentes.
  • O operador não deve, em hipótese alguma, deixar o posto de operação quando estiver operando e é expressamente proibido o transporte de pessoas sobre o equipamento.
  • Desligue a empilhadeira em paradas prolongadas ou na troca de turno. No caso de máquinas com motor a combustão, não opere em ambientes fechados sem que haja a devida circulação de ar.
  • Não estacione em inclinações, se for indispensável calce as rodas da empilhadeira e não faça curvas em inclinações, pois há risco de tombamento. E, tome cuidado ao operar em áreas com trânsito intenso de pedestres.
  • Ao abaixar a carga para apoiá-la, certifique-se que a mesma está a 90° em relação a base.
  • Em locais com pouca visibilidade, conduzir preferencialmente com a ajuda de um sinaleiro.
  • Em inclinações sem carga: suba de ré e desça de frente. Em inclinações com carga: suba de frente e desça de ré. Reduza a velocidade em curvas e cruzamentos, e tenha cuidado com o restante trânsito.
parada em rampa com empilhadeira
subindo e descendo rampa com empilhadeira

Confira algumas dicas de manutenção das Garras Hidráulicas

A SAUR Equipamentos, como fornecedora do equipamento Garra Hidráulica, recomenda que as manutenções preventivas sejam realizadas conforme orientação indicada no manual do produto. A manutenção preventiva é fundamental para a segurança da operação e conservação do equipamento, refletindo na vida útil da Garra.

  • Antes de efetuar a manutenção, limpe a máquina e no caso do sistema hidráulico, evite a contaminação do óleo.
  • Sempre desligue a máquina para realizar qualquer intervenção no equipamento e, sempre utilize as ferramentas adequadas.
  • Fique atento para não sofrer esmagamentos e certifique-se que o óleo hidráulico esteja frio, antes de remover componentes hidráulicos. Faça os reparos hidráulicos através de um profissional qualificado e treinado para tal ação.
  • Evite ficar embaixo da Garra para realizar a manutenção ou utilize calços mecânicos para impedir a queda em caso de falha.
  • Nunca desconecte componentes do equipamento, sem que o peso esteja devidamente apoiado ou suspenso com segurança.
  • Manuseie combustíveis, óleos hidráulicos e demais fluidos com todas as precauções recomendadas pelos fabricantes dos mesmos. Nunca provoque chamas com cigarro, maçarico ou soldas, sem ter a certeza de que tudo está limpo e sem vazamentos.
  • Descarte elementos como filtros e óleo lubrificantes usados, de forma segura, prevista em lei, para não poluir o meio ambiente.
  • Após realizar algum serviço de reparo ou revisão no equipamento, certifique-se de ter recolhido toda e qualquer peça ou ferramenta utilizada, lembrando que é proibido realizar soldas em componentes estruturais do equipamento sem a autorização do fornecedor.

Esperamos que as dicas e as informações acima descritas, tenham orientado e auxiliado na melhoria das operações com esse equipamento. Afinal, priorizar a segurança em todas as suas ações, é fundamental para evitar acidentes e tornar as opções mais seguras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rua Gastão Madeira, 427 cj13

Ubatuba – SP CEP 11680-000

Daniel Felipe Quaresma dos Santos ME

CNPJ 32.860.139/0001-00

Atalhos do site

© 2020 compartilhamentos autorizados desde que mantido a fonte, com link dofollow.

Compartilhar no

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Apoie! compartilhar no

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

50% de desconto no curso de operador de empilhadeira