investir na logística

A importância de se investir na logística

Historicamente a logística foi considerada uma atividade secundária, sendo utilizada como estratégia dos exércitos em guerra, mantendo-se assim durante séculos.

O desenvolvimento da indústria após o final da segunda guerra mundial, fundamentou-se no aproveitamento da capacidade ociosa e dos novos processos de produção em série. Todos eles desde a venda, o pedido, e a movimentação de estoques eram realizados manualmente, e seu abastecimento era efetuado a proporção que o consumidor era atendido. 

A orientação desse processo deu origem a atuação segmentada da logística, considerada basicamente como atividade de transporte de materiais do estoque, da manufatura para o estoque do centro de distribuição e finalmente para o varejista. 

Logística empresarial

O livro “Logística Empresarial” de Ballou, trata das atividades de movimentação e armazenagem, que possibilitam o fluxo de materiais, já iniciando no ponto de aquisição da matéria-prima até o consumidor final, detalha também a fluidez da informação que colocam os produtos em movimento, tendo o propósito de determinar níveis de serviço apropriados aos clientes a um custo coerente. 

Nas últimas décadas, as empresas passaram a nortear suas atividades para atender a satisfação plena dos clientes finais e intermediários. Houve maior inter-relação entre os participantes das cadeias de suprimentos e as empresas de manufaturas, passando a logística a desempenhar um papel agregador e de integração dinâmica entre os diversos participantes da cadeia de produção.

Gerenciamento da cadeia de suprimentos: estoque zero e just in time

Nesta fase surgiu o conceito do “estoque zero”, desenvolveram-se técnicas como o “just in time”, com ênfase nas atividades de planejamento, distribuição e armazenagem, e informatização, que ficaram conhecidas como processo de integração flexível. 

Atualmente, o conceito de logística ganhou uma dimensão, e deu-se um entendimento em relação ao seu potencial implícito de estratégia, possibilitando a empresa se posicionar frente ao aumento da competitividade, visando não apenas a redução dos custos da cadeia de suprimentos, mas alavancando os resultados. O enfoque nesta fase é o Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos (SCMSuplly Chain Management), que busca além da integração entre os processos ao longo da cadeia de suprimentos a agregação de valor ao consumidor final.

Este processo tem sido utilizado no desenvolvimento das chamadas operações globais: caracterizadas pelo método de planejamento, implantação e administração do fluxo de estocagem de matérias primas, estoque em processo, produtos acabados e informações a elas relacionadas, do ponto da origem ao local de consumo, para satisfazer as necessidades do cliente e com a utilização eficiente dos recursos globais da empresa.

A Logística Empresarial está associada diretamente ao evento de uma organização relacionar-se com o cliente interagindo de forma eficaz com a cadeia produtiva para conquistar o objetivo final – estar competitivamente atuando no mercado. 

Controle dos processos logísticos e oportunidades

A atual conjuntura requer para a atividade logística um controle maior dos processos, reconhecer as oportunidades que proporcionem a diminuição de custos e prazos, um aumento da qualidade, disponibilidade dos produtos, entregas planejadas e clareza na gestão dos pedidos, além de flexibilização da fabricação, estudos de longo prazo com acréscimos em inovação tecnológica, novos mecanismos de custeio, novos instrumentos para recombinação de processos e adaptação dos negócios para alcançar um nível de excelência no atendimento ao cliente. 

No cenário atual, a grande competitividade retrata um leque de oportunidades, forçando as empresas a encontrarem agilidade, flexibilidade e sobretudo criatividade, com os clientes cada vez mais exigentes e muito bem informados a respeito da qualidade dos produtos, prazos de entrega e não menos importante ao valor agregado aos produtos.

O mercado cada vez mais competitivo, onde os consumidores estão a cada dia mais exigentes, a qualidade de serviço é um diferencial para se adquirir confiabilidade e a supremacia sobre os concorrentes. No entanto, numerosas empresas conseguem obter um aumento de resultados e boa conquista de mercado devido aos serviços logísticos.

A tecnologia intervém cada vez mais a gestão empresarial e está em constante aprimoramento. No aspecto logístico esta tem sido um diferenciador importante para que tenha uma maior vantagem competitiva dentre as organizações.

A gestão do processo logístico permite uma visão global da empresa e da cadeia produtiva como um todo, proporcionando que todos os interesses e pontos relevantes sejam analisados na tomada de decisão. Todos os bens de consumo utilizam-se de processos logísticos para que encontrem-se disponíveis para consumo no seu cliente final.

O mercado possui softwares de grande relevância para a cadeia de suprimentos:

ERP, enterprise resource planning (planejamento dos recursos da empresa)

É um software integrado de gestão empresarial que reúne numa única solução as informações gerenciais dos setores de uma empresa, tais como: Contabilidade, Finanças, Fiscal, RH, Suprimentos, Patrimônio e Vendas, além de integrar as atividades, automatizar processos, facilitar a gestão empresarial e eliminar a necessidade de vários programas e controles departamentais paralelos;

WMS, warehouse management system (sistema de gerenciamento de armazém)

Este é um software que direciona e potencializa a disposição das mercadorias armazenadas no armazém, utilizando as informações em tempo real, ele é quem fornece o giro do estoque, orientações inteligentes de picking, consolidação automática dos pedidos e cross-docking para potencializar o uso dos espaços nos armazéns. Um WMS devidamente implantado, faz com que a empresa não necessite da experiência das pessoas, o mesmo tem inteligência para gerenciar o sistema, fornecendo também relatórios referentes ao tempo das operações, assertividades dos colaboradores, nível de saturação dos sistemas de verticalização, entre outros;

TMS, Transportation Management System (sistema de gerenciamento de transportes)

Trata-se de um software para melhoria da qualidade e produtividade de todo o processo de distribuição, tendo como funções básicas: preparação, execução do transporte, controle de carregamento do veículo, controle de distâncias, rotas percorridas e pagamentos de fretes.

O que faz uma consultoria logística?

É evidente a necessidade de adoção dos softwares de gestão na Logística, e os ganhos que estes possibilitarão aqueles que os adotam. Sem dúvida as organizações que utilizam os softwares de gestão estarão sempre um passo a frente daquelas que não utilizam.

Nós da empresa Falkenburg Consultoria Logística, desenvolvemos projetos logísticos e implantamos os processos e as rotinas da operação, dando todo o treinamento necessário as equipes envolvidas, sempre buscando uma melhoria de processo na cadeia logística.

Independente da estrutura de apoio à distribuição adotada, a tecnologia auxilia nas operações, agregando vantagens e contribuindo para o alcance de melhores níveis de eficácia. 

No atual modelo de mercado, em que os clientes estão cada vez mais exigentes, o número de pedidos está ocorrendo com maior repetição e em quantidades menores, assim como a pressão pela agilidade de entrega, exatidão e precisão nas informações, é de grande relevância o ajuste de um sistema para a adequação dos processos logísticos às exigências e à manutenção da competitividade no mercado.

É fundamental avaliar a disponibilidade dos recursos necessários e de tempo para a implantação dos sistemas de gestão. Outro aspecto importante, durante a implantação dos sistemas, é o comprometimento de todos, desde a diretoria até os envolvidos com a operação do dia-a-dia da empresa.

É importante destacar que, a logística integrada não deve ser colocada em segundo plano e sim adotada como parte integrante da estratégia empresarial, pois a logística se tornou um diferencial competitivo nas empresas.

Resumidamente pode-se dizer que a Logística tem como sua função principal buscar o diferencial ofertando um serviço, que agregue valor ao produto, porém, com um custo baixo.

Sobre a Autora

Sandra Mendes Falkenburg é sócia da empresa Falkenburg Consultoria Logística, atuando há mais de 20 anos em desenvolvimento de projetos e implantação de processos logísticos. Possui Bacharelado em Administração e MBA em Logística Empresarial, ambos pela Universidade Estácio de Sá.

Para saber mais acesse: www.falkenburg.com.br 

e-mail: falkenburg@falkenburg.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rua Gastão Madeira, 427 cj13

Ubatuba – SP CEP 11680-000

Daniel Felipe Quaresma dos Santos ME

CNPJ 32.860.139/0001-00

Atalhos do site

© 2020 compartilhamentos autorizados desde que mantido a fonte, com link dofollow.

Apoie! compartilhar no

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Compartilhar no

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn