garantia-empilhadeira

Pedidos em garantia para empilhadeiras

Neste artigo veremos três estudos de caso com pedidos em garantia para empilhadeiras. São situações hipotéticas criadas por nossa equipe para efeito de estudos.

Os três casos analisados aqui são referentes:

  • Pneu
  • Mangueira
  • Garfo

Garantia para empilhadeiras

Sempre que adquirimos uma empilhadeira, temos por direito um período de garantia do equipamento, por obrigação legal de 90 dias, para empilhadeiras novas e usadas.

Além disso, quando a empilhadeira é nova, geralmente, este período é maior e está relacionado às horas trabalhadas, aferido no horímetro da empilhadeira, ou meses de trabalho, que geralmente são contados a partir da entrega técnica da empilhadeira, o que ocorrer primeiro.

Essas garantias variam entre 6 meses até 2 anos, dependendo do fabricante e do tipo da empilhadeira.

A garantia tem a finalidade de auxiliar o proprietário da empilhadeira, caso ocorra uma falha ou defeito de fabricação, na montagem ou no material usado.

Mau uso exclui garantia

Primeiramente, gostaríamos de lembrar que falha geradas por mau uso do equipamento ou por manutenções precárias, não se enquadram nos processos de análise de garantia.

E esta conclusão cabe ao técnico especializado, que irá avaliar o ocorrido, assim como as condições do ambiente e da empilhadeira, para fechar um diagnóstico e definir a condição que resultou no defeito apresentado.

Pedido de garantia para pneu da empilhadeira

Pneu Empilhadeira Rasgado - Pedidos Em Garantia Para Empilhadeiras
Pneu de empilhadeira rasgado

Vamos supor que um cliente enviou um pneu neste estado, solicitando um novo pneu em garantia, alegando problemas com o produto.

Qual seria o motivo para este desgaste prematuro do pneu?

Na imagem podemos observar que o pneu apresenta um desgaste acentuado no centro da banda de rodagem, meio, ao mesmo tempo que nas suas laterais, podemos notar notamos um desgaste normal de uso.

Neste cenário podemos concluir que este pneu foi utilizado por um longo período de tempo com uma pressão de calibragem incorreta, o que resultou no aumento de fricção no centro do pneu e ocasionou o desgaste prematuro.

Nesta análise o especialista irá concluir que o desgaste prematuro do pneu não caracteriza garantia, pois o desgaste foi ocasionado por uso indevido do pneu, ou seja, calibração incorreto.

Mangueira hidráulica de empilhadeira danificada

Mangueira Rompida Empilhadeira - Pedidos Em Garantia Para Empilhadeiras
Pedidos em garantia para empilhadeiras

Nesta imagem podemos observar que a conexão “L” da mangueira se rompeu próximo a sua dobra de construção.

Observamos que a ruptura ocorre em uma área livre de interferência dos usuários da empilhadeira e exatamente no ponto de curvatura da conexão da mangueira, por isso é possível imaginar que não houve mau uso.

Por isso que com esta imagem, o técnico especializado poderá concluir que houve uma falha de material ou de fabricação da peça, o que classifica este defeito como garantia de produto.

Garfo de empilhadeira deformado

Garfo Torto - Pedidos Em Garantia Para Empilhadeiras
Pedidos em garantia para empilhadeiras

Podemos ver na imagem os garfos desalinhados.

Esta condição do garfo indica que o operador da empilhadeira elevou um ou vários objetos utilizando apenas um garfo, sobrecarregando o mesmo, fazendo que que ele se deformasse, ficando abaixo do outro garfo.

Por mais que o gerente da operação não saiba do ocorrido, a imagem é contundente o suficiente. Seria diferente se fosse uma trinca em um dos garfos ou nos dois garfos, por exemplo.

Sendo assim, o especialista concluirá que ocorreu uma operação indevida por parte do operador e desta forma, esta deformidade não se caracteriza como garantia.

Concluindo nosso artigo, como mencionamos acima, essas três situações são hipotéticas e foram criadas com a finalidade de facilitar a compressão das análises de garantia.

Lembrando que este artigo foi a contribuição de um engenheiro freelancer parceiro do projeto Empilhando. Esperamos ter lhes ajudado.

Receba nossas atualizações no seu celular através do nosso canal no Telegram: assine aqui o canal Empilhando.

Envie você também seu artigo para análise editorial e possível publicação para contato@empilhando.com.br

<- Ver mais artigos como este.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rua Gastão Madeira, 427 cj13

Ubatuba – SP CEP 11680-000

Daniel Felipe Quaresma dos Santos ME

CNPJ 32.860.139/0001-00

Atalhos do site

© 2020 compartilhamentos autorizados desde que mantido a fonte, com link dofollow.

Apoie! compartilhar no

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Compartilhar no

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn