como evitar acidentes e atropelamentos com empilhadeiras

Como evitar acidentes e atropelamentos com empilhadeiras

Uma preocupação recorrente dos gestores logísticos é sobre como evitar acidentes e atropelamentos com empilhadeiras, pois estas oferecem muitos riscos. 

Através desse artigo viemos tratar sobre três assuntos corriqueiros na rotina de diversas empresas onde há movimentação de cargas.

  1. Operar empilhadeira sem a devida autorização.
  2. Gerenciamento de frota, controle e otimização de operações e manutenções.
  3. Acidente de trabalho por colisões e atropelamentos.

Operar empilhadeira sem a devida autorização.

Muitas empresas, apesar de tomar todos os cuidados, muitas vezes deixam as chaves nas empilhadeiras, possibilitando que qualquer pessoa tenha condições de operar.

Infelizmente, pode acontecer de em alguma oportunidade dessa, alguém que não tenha treinamento e nem autorização, tenha  a oportunidade de operar a empilhadeira.

Ou seja, a empresa não estará  seguindo os requisitos legais para a operação de empilhadeira. Isso acontece com certa frequência nas indústrias no turno da noite, onde o fluxo de funcionários é menor e não tem tanta chefia e em algumas empresas não há a presença do Técnico em Segurança do Trabalho nesse turno.

Para o operar uma empilhadeira dentro de uma empresa séria é necessário obedecer a Norma Regulamentadora que rege essa e outras movimentações de cargas, a NR-11. Nos itens 11.1.5, 11.1.6 e 11.1.6.1 falam sobre a obrigatoriedade de treinamento para operar máquinas que possuem motores, fala sobre a autorização para o operador em forma de crachá, porém, algumas empresas utilizam outras formas de identificação para seus operadores, tipo: broches, uniformes em cor diferenciada, adesivos em capacetes, etc.

Fala também sobre a renovação dessa autorização que é anual e precede alguns exames médicos. Por isso recomendamos a reciclagem anual para todos os operadores de empilhadeiras.

Uma alternativa viável é o sistema de Controle de Acesso da CARSIF que faz esse controle eletronicamente, resolvendo o problema de acesso indevido e possíveis acidentes de trabalho causado por pessoas não credenciadas a operar a empilhadeira.

Gerenciamento de frota, controle e otimização de operações e manutenções.

Por mais que as empresas mantenham controles, é impossível controlar 100% das operações simultaneamente. Sempre haverá um operador que cometa um delito e tal delito poderá ter consequências irreparáveis.

São informações simples, tais como:

  • saber se alguma empilhadeira extrapolou o limite de velocidade;
  • se colidiu em alguma estrutura;
  • se freou bruscamente em determinada situação;
  • quanto tempo realmente esteve em operação ou ficou parada apenas com o horímetro ativo, etc.

Todos esses pontos citados, interferem nas manutenções. Além disso controlar os Check Lists obrigando os operadores a realizá-los antes da operação, caso haja algum item não conforme, principalmente se esse item for crítico, é motivo para que um superior tome ciência imediatamente e este, tome uma providência imediata, pois também é responsável por alguma ocorrência envolvendo a empilhadeira.

Essas e outras tarefas envolvendo o gerenciamento da frota de empilhadeiras dependem, na grande maioria das empresas, da intervenção do gestor.

O sistema de Gerenciamento de frota da CARSIF faz tudo isso simultaneamente de forma autônoma e ainda avisa o gestor em tempo real, se acontecer alguma intercorrência com as máquinas.

Acidente de trabalho por colisões e atropelamentos.

Partiremos do princípio que todo operador de empilhadeira é um pedestre, mas nem todo pedestre é um operador de empilhadeira.

Podemos comparar tranquilamente a rotina de movimentação de cargas dentro de uma empresa, com o trânsito em vias públicas. Dessa forma podemos associar as empilhadeiras aos carros, as transpaleteiras às motos, os carrinhos hidráulicos às bicicletas e em meio a tudo isso temos os pedestres. 

As transpaleteiras elétricas, por serem equipamentos motorizados, autopropelidos, devem ser operados somente por pessoas que tenham feito o curso para operador de transpaleteira.

Os pedestres são comuns em ambas as situações e do mesmo modo, não são atentos aos procedimentos e regras de segurança.

Estatisticamente 37,1% dos Acidentes de Trabalho no Brasil acontecem com operadores de veículos e máquinas, nos quais estão inclusos os acidentes com empilhadeiras.

Desses acidentes a maioria é por atropelamento. Isso se dá devido aos pontos cegos que os diversos tipos de empilhadeiras possuem, no mínimo 8 pontos cegos.

As principais causas desses atropelamentos estão relacionadas a falta de cuidados dos operadores e a falta de atenção dos pedestres.

Pela legislação brasileira, apenas os operadores tem obrigação de receber treinamentos, infelizmente,  poucas empresas investem em orientação para o restante dos funcionários que acabam sendo classificados como pedestre dentro de uma empresa. 

Então, teoricamente, os operadores (que são treinados) devem tomar cuidados com todos os pedestres (que não são treinados).

Mas na realidade todos tem sua parcela de responsabilidade numa ocorrência como essa. Além dos atropelamentos, ocorrem algumas situações de colisão com estruturas fixas.

Como resolver esses três pontos de atenção de uma única vez e minimizar os riscos?

Além de oferecer reciclagem anual para todos os operadores de empilhadeiras, e curso para operadores de transpaleteiras elétricas, você pode contar com um sistema de gestão que te ajuda a controlar todos esses três pontos de atenção e evitar acidentes e atropelamentos com empilhadeiras.

A Avanti Treinamentos e Segurança do Trabalho é representante oficial da CARSIF Automação.

Uma empresa 100% Nacional que trouxe, através de uma inovação tecnológica, a solução para esses três assuntos de uma única vez. Todas as outras medidas que já foram adotadas pelas empresas dependem da ação humana para funcionar.

O sistema automatizado da CARSIF faz tudo sem interferência humana, aliás, se houver qualquer interferência humana tentando burlar esse sistema, o sistema registra e comunica imediatamente o gestor.

Para conhecer melhor nosso sistema, recomendamos assistir o vídeo no Youtube.

Caso haja interesse em conhecer melhor nosso sistema, para evitar acidentes e atropelamentos com empilhadeiras, fique a vontade para entrar em contato conosco e agendaremos uma reunião de apresentação sem compromisso.

(11) 4179-9898

(11) 95912-0606

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rua Gastão Madeira, 427 cj13

Ubatuba – SP CEP 11680-000

Daniel Felipe Quaresma dos Santos ME

CNPJ 32.860.139/0001-00

Atalhos do site

© 2020 compartilhamentos autorizados desde que mantido a fonte, com link dofollow.

Apoie! compartilhar no

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Compartilhar no

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn