empilhadeiras usadas

Empilhadeiras usadas

Certamente a procura por empilhadeiras usadas aumentou nos últimos anos. Especialistas de mercado dizem que o volume de máquinas usadas negociadas é duas vezes maior do que o volume de máquinas novas, todos os anos.

Talvez esse número seja ainda maior do que o dobro das máquinas novas vendidas, infelizmente não temos como saber exatamente qual é o número, mas podemos observar que a atividade na internet é intensa.

Assim sendo, decidimos escrever esse post para quem quer comprar uma empilhadeira usada, e para quem quer vender uma empilhadeira usadas, como evitar problemas, como precificar sua máquina e vários outros assuntos.

Empilhadeiras usadas a venda

A experiẽncia da nossa equipe na intralogística deixa algumas coisas claras sobre as empilhadeiras usadas a venda.

Primeiramente, as indústrias que possuem máquinas usadas e querem vender, normalmente não querem vender para outra indústria, isso por causa da lei do consumidor que garante que a máquina vendida acompanha 90 dias de garantia.

Por mais que se coloque no contrato de compra e venda, na nota fiscal, isso sempre pode gerar disputa jurídica e as indústrias evitam ao máximo qualquer imbróglio na justiça.

Outrossim, as indústrias querem repassar suas empilhadeiras usadas como parte do pagamento das empilhadeiras novas.

Ou então, uma jogada ainda mais avançada, vender seu parque de máquinas à uma empresa de locação, mantendo as mesmas máquinas, mas com a responsabilidade do locador de administrá-las.

Essa jogada de vender as próprias empilhadeiras para um locador tem sido feita durante a pandemia do coronavírus para gerar fluxo de caixa para as empresas.

Isso porque as empilhadeiras não são equipamentos baratos, mesmo usados, valem um bom dinheiro, o locador quer ganhar um novo cliente e a indústria precisa de caixa. Dessa maneira “uma mão lava a outra” na relação ganha-ganha.

Empilhadeira usada barata

E a pergunta do programa é: “como encontrar uma empilhadeira usada barata?” Ou, melhor ainda, como encontrar uma empilhadeira usada barata em perfeito estado?

Infelizmente, ou felizmente, no mundo da intralogística a regra universal do “barato sai caro” também se aplica. Mas que bom que você caiu nesse artigo, porque temos algumas considerações a fazer que podem te ajudar.

Antes de comprar uma empilhadeira usada barata, calcule uma estimativa para:

  • indenizações a trabalhadores em caso de acidente, considerando que uma única máquina sem freio pode derrubar o seu galpão inteiro no efeito dominó;
  • perda de mercadorias, perda de clientes por atrasos na entrega por conta deste acidente;
  • não dormir tranquilamente por conta do sentimento de culpa.

Se você somou o prejuízo desses 3 fatores acima e ainda vale a pena comprar qualquer coisa baratinha, então compre! Se não, não compre qualquer empilhadeira só porque ela está baratinha.

Danos estruturais

Uma empilhadeira usada pode ter vários danos estruturais graves, que não são visíveis a uma pessoa que não é do ramo, e que só vai apresentar problemas anos depois de comprada, tais como:

  1. enchimento do contrapeso, por dentro dele;
  2. vigas das torres comidas por dentro;
  3. problemas de ajuste no pedal de aproximação.

1. Muitos fazem isso, enchem o espaço vazio dentro do contrapeso, soldando barras metálicas pesadas, para que a máquina que é de 2,5 ton consiga elevar um palete de 3 ton.

Isso é gravíssimo, gera vários problemas estruturais na máquina, sobretudo no seu eixo direcional pelo excesso constante de peso, que já explicamos no artigo que fala sobre a distribuição de peso na empilhadeira.

Além dos problemas que podem ser causados na torre da máquina, forçando rolamentos e perfis da torre, problemas estruturais que só vão aparecer anos depois.

2. Verifique na empilhadeira usada, passando a mão mesmo, na região por onde corre os rolamentos internos dos perfis da torre.

Como os rolamentos sobem e descem o tempo todo essa região fica desgastada, mais fina, o que obviamente te dá menos segurança para levantar paletes pesados, pois a estrutura da torre, por desgaste, deixou de ser a original.

Num outro artigo explicamos que a inspeção dos garfos é de suma importância, que dependendo do desgaste devem ser trocados, porque seria diferente com a torre?

Correta utilização dos pedais

3. Nas empilhadeiras de contrapeso à combustão, da classe V, o operador possui três pedais. O acelerador do lado direito, o freio do lado e no pé esquerdo o pedal de aproximação.

O procedimento correto é acionar o freio, pedal central, e depois apenas para se aproximar do palete, o pedal esquerdo, de aproximação.

Desacoplar e acoplar a transmissão milhares de vezes por dia, provoca um desgaste maior nos discos da transmissão, e dependendo do ajuste desse pedal pode até prejudicar a transmissão em si, mais um problema que só vai estourar anos depois, nas mãos de quem comprou aquela empilhadeira baratinha de quem não fazia as manutenções preventivas do modo correto.

Portanto observe a estrutura da máquina, pergunte sobre as manutenções preventivas e corretivas, qual o histórico da máquina, para não comprar uma bomba relógio.

Leilão de empilhadeira usada

Alguns sites de leiloeiras anunciam lotes de empilhadeiras usadas. Mas se você não é do ramo de empilhadeiras, se você não é um locador, um fabricante, sugerimos que fique de fora dos leilões.

Nesses leilões tem muita coisa que não se sabe da procedência, você precisa reformar a máquina inteirinha para poder usá-la tranquilamente e dormir a noite em paz.

Se você é locador de empilhadeiras, certamente você já tem seus alertas para leilões, e já sabe o que precisa fazer antes de passar essa máquina pra frente, garantindo a segurança das pessoas.

Onde comprar empilhadeiras usadas

Os melhores canais para encontrar empilhadeiras usadas à venda na internet são: OLX, MercadoLivre e grupos de empilhadeiras no Facebook. Além das ofertas na internet, você pode procurar locadores de empilhadeiras, porque a maioria deles vende empilhadeiras usadas, reformadas ou não.

E vendedores de empilhadeiras novas, sempre sabem de um cliente que quer vender uma usada pra comprar a nova dele.

Vários fabricantes de empilhadeiras alugam máquinas novas e que após 3 anos de uso vendem essas empilhadeiras reformadas.

Talvez essa seja a melhor opção caso você não seja um especialista no ramo das empilhadeiras. Porque você estará comprando uma máquina diretamente da fábrica que fabricou, alugou e reformou o equipamento que ela mesmo produz, há anos, ou seja, a possibilidade de dor de cabeça é infinitamente menor.

Outra opção seria comprar de empresas que alugam empilhadeiras. Existem muitas empresas sérias, conhecedoras profundas dos equipamentos que alugam, há décadas, e podem te dizer o real estado da máquina, e até reformar a máquina para você por um preço bem acessível.

Conclusão sobre empilhadeiras usadas

Verifique a procedência da empilhadeira que está comprando, lembre-se que é uma máquina industrial, pesada, e que pode te gerar uma economia muito pequena na compra, mas um prejuízo enorme no futuro breve.

Procure anúncios na internet de empresas de locação, ou fabricantes de empilhadeiras que vendem máquinas usadas, dessa forma você estará reduzindo os riscos drasticamente.

Se quiser indicações de empresas para comprar sua empilhadeira usada com segurança, pode escrever pra mim que ficarei muito feliz em ajudar: daniel@empilhando.com.br


Artigo escrito por Daniel Santos que já foi gerente de vendas e coordenador de vendas de duas fábricas multinacionais de empilhadeiras.

2 respostas

  1. estou pesquisando sobre a melhor maneira de fazer manutencao preventiva e periodica das baterias tracionadas de empilhadeiras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rua Gastão Madeira, 427 cj13

Ubatuba – SP CEP 11680-000

Daniel Felipe Quaresma dos Santos ME

CNPJ 32.860.139/0001-00

Atalhos do site

© 2020 compartilhamentos autorizados desde que mantido a fonte, com link dofollow.

Apoie! compartilhar no

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Compartilhar no

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn